7 esquisitices diárias do cérebro humano

Os cientistas tentaram desvendar os mistérios do cérebro humano por séculos, mas este órgão ainda permanece um mistério. No entanto, os neurocientistas podem explicar algumas de suas esquisitices. Por exemplo, o fato de as pessoas verem rostos humanos no conteúdo da placa ou nas rachaduras da parede não é um sinal, mas apenas um erro do órgão principal do sistema nervoso central.

Movimento

O cérebro comete erros durante o movimento. Ao correr e caminhar, uma pessoa normalmente determina sua posição no espaço. Mas enquanto dirige ou voa, ele tem dificuldades. Isso pode explicar o enjôo no transporte - é assim que o cérebro reage à perda de controle.

Artigos relacionados
  • Mingau de arroz com abóbora: receitas com fotos
  • Fígado frito com cebola: receitas
  • Salada de caranguejo clássica: receitas culinárias deliciosas

Sono

A motilidade corporal é desativada durante o sono. Portanto, o cérebro protege a pessoa de andar inconsciente. Esse mecanismo foi herdado pela humanidade de ancestrais que viviam em árvores. Mas mesmo neste sistema, as falhas ocorrem com frequência.

Crença na justiça

Outra estranheza do cérebro é a crença em um mundo justo. Com base nisso, a lei do carma é formada, o que pode levar a conclusões erradas e consequências tristes. Por exemplo, as vítimas de estupro podem ser acusadas de procurar problemas elas mesmas, e qualquer assassinato pode ser ignorado pelo fato de que o assassino na vida após a morte ainda será punido.

Submissão

Vários outros problemas sociais associados à estranheza do cérebro obedecem às ordens dos superiores e ao efeito Dunning-Kruger quando pessoas com baixos níveis de habilidade são incapazes estar ciente dos erros, e profissionais altamente qualificados tendem a questionar sua experiência.

Memórias

O cérebro tende a alterar a memória de uma pessoa para fazê-la se sentir melhor. O órgão principal pode não apenas apagar completamente as memórias, mas também editar momentos desagradáveis. O sabor da comida também nasce no cérebro, embora seja sentido pela língua. Se você colocar uma venda e tampar o nariz, algumas pessoas não conseguirão nem mesmo distinguir uma batata de uma maçã.

Raiva

O gozo da raiva é inerente a muitas pessoas, embora prefiram permanecer em silêncio sobre isso. A raiva acelera a adrenalina, surge uma dependência química dela. O cérebro se acostuma com a raiva e faz com que a pessoa volte a ela continuamente.

Comida

Outra estranheza é o incentivo de comer demais. Muitas vezes, depois de uma refeição farta, o cérebro exige mais pastéis doces, mais café e mais sorvete, embora o estômago já esteja pronto para protestar. O órgão principal suprime os sinais do trato digestivo e estimula mais prazer.

.